terça-feira, 13 de setembro de 2016

Japão vai criar sistema de cartão inteligente all in one para facilitar estadia de turistas nas Olimpíadas de 2020

Os turistas poderão pagar compras, além de dar entrada em hotéis e entrar nos estádios
Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020

Os turistas que visitarem o Japão para os Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020 vão experimentar o famoso japonês "omotenashi" (hospitalidade) e tecnologia de última geração juntos em um cartão de pagamento que pode ser usado para todas as necessidades diárias, informou o jornal Asahi.

Um único cartão de pagamento IC recarregável estará disponível para usos como transportes públicos, fazer check-in em hotéis, entrar em estádios e comprar itens em lojas.

O Ministério de Assuntos Internos e Comunicações disse que vai apresentar um pedido para o custo do projeto de 1 bilhão de ienes para o próximo ano fiscal, e os planos para promover o cartão IC como um produto carro-chefe da hospitalidade do Japão.

Os potenciais usuários do Cartão IC precisarão registrar suas informações pessoais on-line antes da viagem, e receberão um número de ID omotenashi. O usuário, em seguida, deve inserir o número de identificação no momento da reserva passagens e hotéis.

Uma vez no Japão, os visitantes estrangeiros podem adquirir um cartão de pagamento electrônico, como um "Suica," registrar seu número de identificação a ele em terminais que serão instalados em aeroportos e outras instalações, e em seguida, carregá-lo com a quantidade desejada de dinheiro.

Em seguida, o cartão está pronto para ser usado passando sobre os leitores dos terminais de cartão de leitura em locais públicos, tais como catracas de estações de trens e metrô, pistas de atletismo e hotéis.

Os terminais também exibirão informações na língua nativa do usuário, tais como a forma de chegar aos locais de eventos ou informações sobre desastres quando o cartão é passado nos leitores. A mesma informação será enviada para os números de smartphones previamente fornecidos no processo de registro.

O ministério também prevê a criação de mais áreas de Wi-Fi em locais como estações de trem, áreas em torno de estádios e pontos turísticos para os visitantes estrangeiros usarem seus smartphones para acessar as informações.

O ministério tem como objetivo criar um ambiente no qual os visitantes estrangeiros possam experimentar o Japão sem sentir o stress da viagem e barreiras de linguagem.
Fonte: Alternativa

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Museu de arte em Ueno é designado Patrimônio Mundial

Japão agora tem 20 obras registradas como Patrimônio Mundial da Unesco
Kokuritsu Seiyo Bijutsukan

A Agência da Cultura da ONU resolver acrescentar o Museu Nacional de Arte Ocidental (Kokuritsu Seiyo Bijutsukan - 国立西洋美術館) à lista de Patrimônio Mundial, divulgou a NHK.

O prédio foi desenhado pelo arquiteto francês Le Corbusier (nome real Charles-Edouard Jeanneret-Gris).

O comitê do Patrimônio Mundial da Unesco anunciou a decisão neste domingo (17), em Istambul, na Turquia.  A reunião foi adiada pela tentativa de golpe de estado, mas foi realizada hoje sem problemas.

A Unesco afirmou que os prédios são obras-primas que representam o talento criativo e exercem um impacto significativo na arquitetura mundial.

O Japão, a França e mais outros cinco países recomendaram em conjunto a designação de 17 construções desenhadas por Le Corbusier. A recomendação afirma que Le Corbusier tinha uma grande influência nos edifícios e projetos urbanos no século 20.

Esta foi a terceira indicação do museu japonês, que foi construído em Ueno, no distrito de Taito (Tóquio), em 1959. Com a designação do museu, o Japão agora tem 20 obras registradas como Patrimônio Mundial da Unesco.
Fonte: Alternativa

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Sky Cycle, a montanha-russa no Japão movimentada por “pedaladas”

Algumas montanhas-russas são assustadoras em razão de seus loops gigantes, voltas rápidas e velocidade. Por outro lado, outras são assustadoras por razões totalmente diferentes.

Sky Cycle


A SkyCycle do Washuzan Highland Amusement Park (Brazilian Park Washuzan Highland) localizado na cidade de Kurashiki (Okayama) é uma delas. Ao invés de ser rápida e eletrizante, é vagarosa e assustadora.

Nessa montanha-russa, os visitantes devem pedalar o tempo todo, ao invés de simplesmente sentar nos bancos e curtir.



A atração foi construída em um terreno montanhoso, com um tipo de “carrinho-bicicleta” para duas pessoas, com um simples cinto de segurança e cestas para colocar pertences. Embora não haja loops e quedas espetaculares, passear no Sky Cycle provoca muita adrenalina, visto que os carrinhos são abertos e não há qualquer tipo de proteção dos lados em todo o trajeto.

No entanto, a vista da Ponte Shimotusi-Seto ao fundo é espetacular.

SkyCycle do Washuzan Highland Amusement Park

Em relação ao nome, segundo o site do parque, a característica mais interessante é o fato dele ser baseado na cultura brasileira, tendo em suas atrações shows de samba e também diversos restaurantes com comidas típicas do Brasil.

Brazilian Park Washuzan Highland (ブラジリアンパーク鷲羽山ハイランド)
Entrada: ¥ 2,800
Site: Highland
Localização: veja aqui
Fonte: Portal Mie

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Como configurar Wi-Fi gratuito em caso de terremoto ou tsunami

five zero Japan

Depois da ocorrência do Terremoto de Kumamoto, em 14 de abril deste ano, o Comitê de Coordenação e Promoção dos Negócios de Wireless LAN, desenvolvedora do sistema, permitiu que todos os usuários de smartphone a usassem um Wi-Fi gratuitamente.

Logo depois de uma grande catástrofe é comum que as operadoras de telefone celular tenham seus serviços interrompidos, impedindo o usuário de usar a rede para comunicação na internet.

Entretanto, a comunicação com familiares e obtenção de notícias podem ser feitas se tiver Wi-Fi. Mesmo que o usuário não tenha contrato com o serviço chamado de 00000JAPAN (lê-se five zero Japan), pode usá-lo gratuitamente e por tempo determinado pela empresa desenvolvedora. No caso do Terremoto de Kumamoto, a experiência foi feita para uso por 1 mês, aproximadamente.

Para obter essa conexão Wi-Fi gratuita, basta ir para Ajustes – Wi-Fi e selecionar 00000Japan no smartphone. Assim, é possível navegar pela web, enviar mensagens pelas redes sociais como Line, Messenger ou postar no Twitter e Facebook para confirmar que se encontra salvo.
Fonte: IPC Digital com Huffington Post

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Polícia japonesa passa a utilizar placas ilustrativas com frases em português

Polícia japonesa
Material visa melhorar a comunicação com os estrangeiros residentes no país

Para melhorar a comunicação com estrangeiros e portadores de deficiência, departamentos de polícia em diversas províncias estão começando a utilizar placas ilustrativas com frases em seis idiomas.

O projeto visa principalmente aprimorar o auxílio aos estrangeiros residentes no país, que vem crescendo cada vez mais. As placas foram doadas pela Fundação de Saúde Mental Meiji Yasuda (com sede em Tóquio) para províncias como Hyogo, Aichi e Niigata, totalizando 147 mil exemplares em todo o país.

As placas em idiomas estrangeiros já existiam antes, mas eram limitadas a quatro idiomas. Com o aprimoramento do material, as ilustrações ganharam também indicativos nos idiomas português e espanhol.

A ideia não é apenas auxiliar estrangeiros em denúncias de crimes, mas também em questões básicas do dia a dia. No material, afirmações como “estou perdido” e “não me sinto bem” foram inseridas para que a polícia possa ajudar de forma mais ampla.

Na província de Aichi, oito mil placas foram enviadas e devem ser distribuídas este mês em todos os departamentos e postos policiais, de acordo com uma reportagem da emissora Nagoya TV.

Em Niigata, o jornal Niigata Nippo anunciou que a província recebeu três mil exemplares para a distribuição. Em Hyogo, foram 6.700 cópias enviadas, segundo uma reportagem do jornal Mainichi.

Por enquanto, não há um dado exato de quantas províncias receberão o material, mas a tendência é que o número aumente cada vez mais devido a maior demanda de estrangeiros.

No distrito Chuo, em Kobe (Hyogo), um representante da Fundação foi até a principal delegacia de polícia da província para entregar pessoalmente o material. “Queremos utilizar a placa com bastante eficiência”, disse o oficial Yoshinori Ueda, comandante da região.
Fonte: Alternativa

quarta-feira, 30 de março de 2016

Flores de sakura fascinam os turistas estrangeiros

Flores de sakura

As árvores de sakura estão florescendo em Osaka, o que significa que a época de hanami está chegando! A apreciação das flores de cerejeira está, também, se tornando muito popular entre os turistas estrangeiros, que tem visitado o Japão em números recordes.

Recentemente, alguns não vem apenas para apreciar as flores, mas aproveitar o estilo das festas japonesas de hanami, celebradas em baixo das árvores. Agências de viagem e governos locais, com tais pontos turísticos, estão lutando para manter a alta demanda.

Um recorde de 19.73 milhões de turistas estrangeiros vieram ao Japão no ano passado, de acordo com a Organização Nacional de Turismo.
Fonte: IPC Digital com News on Japan

quinta-feira, 10 de março de 2016

A livraria de um só título em oferta, como o proprietário encanta os leitores

Livraria de um só título em oferta

Yoshiyuki Morioka (41), tomou uma nova abordagem para o seu negócio: comercializa apenas um título, mudando semanalmente.

Para a maioria das pessoas, isso pode parecer um desvio para o sucesso, mas Morioka diz que não se importa. Sua loja Morioka Shoten, tem uma área de mais ou menos 16,5 metros quadrados. Sua intenção é que os leitores mergulhem num mundo em que ele constrói em torno do livro escolhido para a semana.

Por exemplo, quando Morioka decidiu promover o livro “Fish-man”, de Masaru Tatsuki em 12 de janeiro, pendurou lulas secas e redes de pesca na sua loja. Publicado pela T & M Projetos, a antologia retrata as pessoas que vivem em um porto de pesca em Hachinohe, na província de Aomori.

“Estou satisfeito se os visitantes sentiram que estavam em um lugar onde os peixes são capturados”, disse Tatsuki (41), autor do livro.

Akio Iida (48), nascido em Hachinohe, que visitou a livraria com sua esposa, disse: “Sinto-me nostálgico. Posso comprar livros on-line, mas esta loja tem algo que não tem como encontrar em qualquer outro lugar”.

Apesar do preço de varejo de mais de ¥ 6.000, “Fish-man” vendeu 38 cópias em uma semana, de acordo com o proprietário. “A comunicação é vital para que os livros impressos sobrevivam.” disse Morioka quando abriu sua loja em maio do ano passado. A livraria Morioka Shoten sobreviveu, principalmente pelo “boca em boca”.

A livraria fecha as segundas-feiras. O seu interior passa por uma transformação completa toda terça-feira. “Quero que os clientes entrem no livro”, diz ele. E ainda, que já tem uma programação dos livros apresentados na loja até julho, incluindo títulos em que as editoras pediram para promover.
Fonte: IPC Digital

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

67° edição do Sapporo Yuki Matsuri

Festival de Neve de Sapporo

Hoje começa o 67° Sapporo Yuki Matsuri (Festival de Neve de Sapporo). O festival vai até 11 de fevereiro.

Uma das principais atrações são as esculturas de gelo no espaço principal do evento, na avenida Odori Park. Na quarta quadra da avenida este ano será possível ver a escultura do famoso anime Ataque dos Titãs (進撃の巨人 –Shingeki no Kyojin), que é iluminada à noite (ano passado um dos temas foi Star Wars, que está na foto do post).

Neste ano 208 esculturas serão expostas no festival. Na avenida Odori Park e em Susukino as esculturas ficarão expostas até o dia 11/02 e em Tsudomu (Higashi-ku) as esculturas ficarão expostas até o dia 18.

Fonte: IPC Digital com Yomiuri Shimbun

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Neve prejudica voos e trens no Japão; frio chega até a Okinawa

Voos e trens no Japão
Uma massa de ar fria atingiu o arquipélago japonês nesse domingo (24), trazendo forte neve e intensos ventos, principalmente para o oeste e o centro do país.

Empresas aéreas cancelaram voos e linhas ferroviárias diminuíram a velocidade de seus trens, incluindo o Shinkansen.

A massa de ar foi tão forte que fez caírem até as temperaturas de Okinawa, que registrou 8,9 graus nessa manhã.

Abaixo, é possível ver a quantidade de centímetros de neve em alguns lugares no Japão:
Nagasaki: 15
Kagoshima: 10
Saga: 6
Kitahiroshima (Hiroshima): 142
Ishikawa: 59

Em Fukuoka, 11 carros se acidentaram e dois homens se feriram.

Fonte: IPC Digital com The Japan Today e The Japan Times

sábado, 9 de janeiro de 2016

Ice hotel é aberto em Hokkaido

Ice Hotel no Japão

O resort Hoshino Resorts Tomamu, localizado na vila de Shimukappu (Hokkaido) abriu um “Ice Hotel” ontem (8).

A estrutura possui formato de um domo com diâmetro de 10 metros, altura de 4 metros e parede com 14 cm de espessura. A cama, mesa e cadeiras são feitas de gelo e a temperatura do quarto fica abaixo de zero, porém é possível suportar o frio utilizando sacos de dormir.

O “Ice Hotel” é aberto para visitação das 17:00 às 22:00 (sem taxa) e das 23:00 às 08:00 é possível dormir no hotel (taxa de acomodação 20 mil ienes).

O hotel funcionará até o dia 29 de Fevereiro. Para maiores informações, clique aqui.
Fonte: IPC Digital com Asahi Shimbun

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

A “Veneza do Japão” em Kyoto: um destino que poucos turistas conhecem

Ine no Funaya, ou The Boat Houses of Ine

Localizado às margens da baía de Ine, na província de Kyoto, a “Veneza do Japão” é conhecida assim por se tratar de um grupo de 230 casas que são acessadas a barco.

Conhecido como Ine no Funaya, ou The Boat Houses of Ine, as casas de madeira são construídas na beira da água e apresentam aberturas de garagem para os barcos dos residentes.

Por vezes referida como o “A Veneza do Japão”, a paisagem é tão única que já foi designada protegida como uma área de “importantes construções tradicionais”.

As casas originais foram construídas por necessidade, para maximizar o uso de uma estreita faixa de terra entre o mar e as montanhas. Este estilo de arquitetura de madeira é possível nesta área por haver pouca movimentação da maré e de enseada tranquila, oferecendo proteção contra tempestades e ondas do mar.

As casas de dois andares possuem cômodos no andar de cima e no térreo acesso direto à água com espaço para um barco e equipamentos.

Esta “vila” de cabanas de madeira torna a área incrivelmente pitoresca. Inicialmente era apenas uma vila de pescadores, mas, cada vez mais Boathouses estão sendo transformadas em belas hospedagens para os visitantes.

Para quem gosta de viajar pelo Japão que poucos turistas conhecem, com certeza é uma ótima opção de passeio.

Para encontrar o local no Google Maps: 伊根の舟屋群 (Ine no Funaya gun)
Fonte: IPC Digital

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Governo do Japão ajudará nos custos dos hotéis e pousadas para melhor recepção dos turistas estrangeiros

asakusa-turistasBuscando preparar melhor a recepção dos turistas estrangeiros que visitam o Japão, o governo decidiu fornecer assistência nos custos de elaboração de equipamentos em hotéis e pousadas, como a rede Wi-Fi e banheiros em estilo ocidental.

Com o iene em baixa, o fluxo de turistas estrangeiros visitando o país tem aumentado rapidamente. Estima-se que cerca de 19 milhões de pessoas devem passar pelo Japão neste ano, número que superaria todos os registros anteriores, segundo a rede NHK News Web.

Tornar a viajem mais fácil para os turistas, desenvolvendo as rotas turísticas e alojamentos como hotéis e pousadas, se tornou um desafio para o governo japonês. Visto a barreira, o governo decidiu introduzir ajuda em dinheiro em hotéis e pousadas com menores taxas de ocupações por turistas estrangeiros, a fim de desenvolvê-los para a melhor aceitação pelos viajantes.

Especificamente, o governo ajudaria com a metade dos custos de preparação dos alojamentos para equipar-se com características mais exigidas por viajantes estrangeiros, tais como a rede de Wi-Fi, toalete em estilo ocidental, guias de orientação multilinguística da construção, entre outros.

O governo, juntamente com associações de turismo, pretende também ajudar no custo da elaboração de homepage com informações sobre abertura de vagas em hotéis e pousadas. Foi comprovado em pesquisas de que em áreas urbanas como Tóquio e Osaka, a dificuldade dos estrangeiros em procurar por alojamentos aumenta consideravelmente, influenciando diretamente na necessidade de elaboração de mecanismo de pesquisa de vagas.

O dinheiro introduzido por viajantes no Japão, como diárias e compras, é essencial para a ativação da economia doméstica do país. Deste modo, o governo decidiu por incorporar o custo necessário na ajuda para a elaboração de aceitação dos turistas estrangeiros em orçamento suplementar deste ano.
Fonte: IPC Digital

sábado, 7 de novembro de 2015

Túnel de luzes de 450 metros pode ser visitado gratuitamente em Shizuoka

O túnel, formado por mais de 4 milhões de luzes, fica em uma área que pertence ao hotel Tokinosumika
Um túnel de luzes coloridas de 450 metros de comprimento pode ser apreciado gratuitamente até 21 de março em Gotemba (Shizuoka).
Um túnel de luzes coloridas de 450 metros de comprimento pode ser apreciado gratuitamente até 21 de março em Gotemba (Shizuoka). O período de visitação começou no último dia 30.

O túnel, formado por mais de quatro milhões de luzes LED, fica em uma área que pertence ao hotel Tokinosumika (時之栖), que prepara a atração todos os anos pela 14ª vez consecutiva, durante o inverno.

Não é necessário se hospedar no hotel para ver a iluminação. Basta ir ao local durante o período de visitação. Há um estacionamento, também gratuito, que comporta até 2.500 carros.

Além do túnel, os visitantes podem apreciar uma árvore de Natal de 20 metros de altura e outras atrações, todas iluminadas. No local, há restaurantes e onsen (banho coletivo em fonte termal).
 Tokinosumika Illumination

Optando pagar ¥1.000, é possível ver um espetáculo formado por uma fonte de água e luzes coloridas que "dançam" em sincronia com as músicas.

Tokinosumika Illumination
Quando: de 30 de outubro a 21 de março, das 16h30 às 22h
Local: Hotel Tokinosumika (時之栖) - Shizuoka-ken Gotemba-shi Koyama 719
Informações: 0550-87-3700
Fonte: Alternativa

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Aeroportos japoneses anunciam nova tecnologia de segurança

airport-scanner-japanUm scanner de corpo inteiro começou a ser utilizado na quinta-feira (15), no Aeroporto Internacional de Kansai. De acordo com o governo japonês, a tecnologia permanecerá em operação, em fase de testes, por doze dias.

Existem ainda planos para testar quatro novos tipos de scanner nos aeroportos de Haneda e Narita, até dezembro.

Através de uma pequena quantidade de ondas de rádio, os novos aparelhos podem identificar armas e explosivos que os antigos detectores de metal não conseguiam acusar. São necessários apenas três segundos para completar a análise corporal de uma pessoa. Esse tempo inclui o trajeto do passageiro até o detector e os segundos que ele leva, parado, com os braços estendidos para cima.

Oficiais dizem que os novos scanners conseguem detectar armas não metálicas, como facas de cerâmica e explosivos plásticos e químicos.

Não é a primeira vez que o Japão tenta implementar novos scanners. Em 2010, durante o período de testes, houve reclamações de invasão de privacidade, uma vez que partes do corpo ficavam à mostra. Com os novos aparelhos, porém, os corpos dos passageiros não ficarão visíveis.

O governo pretende instalar os scanners em todos os aeroportos japoneses até 2020.
Fonte: IPC Digital

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Monte Fuji: número de montanhistas poderá ser limitado a partir de 2018

monte_fujiUm limite para o número de alpinistas no Monte Fuji está previsto para ser fixado dentro de três anos, com o intuito de proteger o Patrimônio Cultural da Humanidade.

Os governos das províncias de Shizuoka e Yamanashi, que compartilham o Monte Fuji, irão definir o que constitui um número apropriado de alpinistas até julho de 2018.

Um relatório feito por parte dos governos, apresentado em 1 de outubro, foi aprovado no mesmo dia pelo Comitê Acadêmico do Patrimônio Cultural  da Humanidade Monte Fuji, um grupo de especialistas liderado pelo ex-ministro da Educação Atsuko Toyama.

O resultado do relatório do Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO, orientará o governo japonês a apresentar, até fevereiro próximo, um documento detalhando as medidas de conservação da montanha, que atrai cerca de 200.000 a 300.000 escaladores por ano.

O pedido foi feito quando o pico, de 3.776 metros, foi designado como Patrimônio Cultural da Humanidade, em 2013.

Os governos provinciais irão decidir sobre o “número desejável de alpinistas por dia”, em cada uma das quatro trilhas para caminhadas até o topo, com base em uma série de estudos e pesquisas que serão realizadas durante os próximos três anos.

Se necessário, restrições serão aplicadas para reduzir os números. O relatório também menciona quais caminhos serão considerados para manter banheiros em cabines na montanha.
Fonte: IPC Digital com News On Japan